Flor!

Não faz mal que a gente se machucou o tempo todo e errou muito, muito mais do que podíamos ter acertado. O bonito é que a gente tentou. Eu sempre vou lembrar daquela flor que você juntou do chão e eu espero que você nunca esqueça do brigadeiro que deixei na geladeira.

Natália Vicentini
Natália Vicentini
De mim e dos outros

Blumenauense, formada em Jornalismo e finalizando curso de Direito; usa as palavras quando transborda e não se cabe mais por dentro. Se não escrever, surta. Tenta ser uma pessoa cada vez melhor - nem sempre consegue -, mas, ainda assim, possui "aquela estranha mania de ter FÉ na VIDA". Compartilha suas ideias malucas e seus amores inacabados na página "De mim e dos Outros".

Acompanhe! Snapchat @CadeMeuBlush

Looks de inverno | Inspiração

O frio deu as caras aqui na nossa região essa semana, veio com tudo e eu já queria sair usando  todas as peças do armário para não passar frio, haha. Eu uso bastante roupas pretas e no inverno, isso aumenta muito, só saio “total black”, mais alguém se identifica? E foi por conta disso que andei pesquisando uns looks de inverno, na tentativa de mudar um pouco as cores do meu frio. Claro, é impossível tirar o preto das produções, até porque eu adoro, mas podemos dar uma variada e sim, também peguei novos looks all black para inspirar haha.

Anne com E | Seriado

A ruivinha que roubou meu coração e me deixa emocionada em cada episódio, Anne com E, é a nova série mirim do Netflix. Traz a história de uma órfã Anne Shirley, adaptada do best seller Anne de Green Gables, e a atriz Amybeth McNulty, interpreta a protagonista, está dando um banho de pura emoção!

Anne é uma história de amadurecimento que gira em torno de uma garota diferente de todas as outras, e que contra todas as expectativas e com muitos desafios luta pelo amor e pela aceitação do seu lugar no mundo. A trama é ambientada na ilha de Prince Edward em 1890, girando em torno de uma garota de 13 anos cujo maior trunfo é a própria imaginação.

Anne passou a infância em lares temporários abusivos. Certo dia, ela é enviada por engano para viver com a irmã e o irmão, Marilla (Geraldine James) e Matthew Cuthbert (R.H. Thomson). Eventualmente, Anne vai mudar a perspectiva dos dois, e todos da cidade vão aprender a conviver com seu intelecto afiado e com a sua imaginação brilhante.

E não bastava apenas a história ser linda, ela possui cenas incríveis, uma paisagem que dá vontade de entrar na telinha e a abertura mais linda do mundo, eu juro. São apenas 7 episódios, longos confesso, mas em nenhum eu pulei a abertura. Consegui no Yotube e compartilho aqui:

Pode confiar e assistir Anne com E! Depois me conta o que achou? E se tiver alguma dica de seriado, deixa nos comentários, vou adorar!

Sua arte de acabar comigo.

Sabe aquela sexta-feira que eu te liguei na madrugada?

Eu estava com outro cara.

É, isso mesmo. Eu falei para ele que iria ao banheiro e me escondi atrás daquela portinha de madeira para tentar ouvir a sua voz. “Foda-se” se você acha que eu te amo tanto que não consigo passar uma noite bêbada sem digitar o seu número loucamente no celular até você me atender. Eu até te ligo, sim. Ligo 5, 10, 15 vezes. Mas o outro “tá” lá me esperando no balcão do bar com a minha cerveja na mão e aquela sobreposição de moletom com jaqueta de couro que eu acho lin-do.

Eu estava admirando ele enquanto ouvia você me dizer como queria continuar sendo “feliz” sozinho e dei até um “tchauzinho” bem na hora que você resolveu me descartar de vez da sua vida com aquelas palavras pesadas e doídas que só você sabe usar. E que você usa “pra” caralho, por sinal. O tempo todo me enfia promessas vazias “goela abaixo”. Doeu? É claro que doeu.

Mesmo as 2 da manhã, cheia de Heineken na cabeça, tem várias frases suas que nem minha famosa amnésia alcoolica conseguem dar conta.

Ok… eu meio que já decorei essa sua arte de acabar comigo.

Natália Vicentini
Natália Vicentini
De mim e dos outros

Blumenauense, formada em Jornalismo e finalizando curso de Direito; usa as palavras quando transborda e não se cabe mais por dentro. Se não escrever, surta. Tenta ser uma pessoa cada vez melhor - nem sempre consegue -, mas, ainda assim, possui "aquela estranha mania de ter FÉ na VIDA". Compartilha suas ideias malucas e seus amores inacabados na página "De mim e dos Outros".

123456... 474
12345... 474
123... 474