UNHAS REDONDAS

Quando a Pam ( da Esmalteria Unhas da Pam) sugeriu que eu deixasse minhas unhas redondas, eu torci o nariz, mas me convenci pelo fato que elas quebrariam menos (e isso é mais que verdade!). Depois que deixei as minhas unhas redondas comecei a gostar do formato, não é aquele estilo Stiletto, é redondinha, pesquisei algumas imagens e gostei mais ainda. Se a sua unha estiver curtinha, fica até mais delicada. Quem quer deixar as unhas crescer, apostar nesse formato é uma ótima dica (#dicacmb). Depois que estiver no comprimento que você deseja, é só cortar quadrada, foi o que fizemos nas minhas.

Essas duas últimas fotos são das minhas unhas redondas, enormes né? Agora, venci o preconceito haha, estou achando super fofo esse formato redondo. Quem gosta também?

Acompanhe! Snapchat @CadeMeuBlush

MILLENNIAL, A COR DO MOMENTO | HENRY CAPELANES

No ano de 2016, uma grande empresa mundialmente conhecida por seus sistemas de cores largamente utilizados pela indústria gráfica – a Pantone – divulgou uma nova tendência de matrizes de rosas, partindo do cobre, destacando o Rose Quartz. Durante todo o ano, as publicações de moda abordaram extensivamente todas as suas possibilidades de aplicações, tanto em produtos quanto em ambientes construídos (lembra do primeiro post falando como arquitetura e moda tem tudo haver? Então, esse é um exemplo claro disso, começou na moda e logo chegou na arquitetura, começando pelos grandes eventos e exposições de design e arquitetura, como o Salone del Mobile em Milão).

Resgatada pelo cinema

Foi em 2014, com o lançamento do filme “The Grand Budapest Hotel”, que a preferência por composições em tons dessaturados, com inspiração no passado, como o rosa mais neutro e sutil tornou-se maior.

Ao que se refere o nome

O Millennial Pink, dentre tantas cores, tem marcado presença em propostas de marcas populares, como Moroso, Muuto, Normann Copenhagen, entre outras, e também em postagens nas redes sociais como Tumblr, Instagram, Pinterest, principalmente em imagens de ambientes em estilo escandinavo, minimalista e retrô.

É visto como uma variedade de cor moderna, porém, já foi bastante empregada em tempos remotos, revivida diversas vezes ao longo da história da arte. O termo, com o qual foi batizada, faz relação à “geração Y” ou millenial (nascidos a partir dos anos 80) e com a ideia do gênero, ou seja, com aquilo que conversa em todos os gêneros e também com todas as idades.

“Acreditamos não ser plausível rosa representar feminino e azul masculino. Cor não tem sexo e isso é algo tão em desuso que já vendemos muitas peças no tom para compradores que estavam compondo ambientes direcionados aos homens. ” – Matheus Ximenes Pinho, sócio fundados e curador da MUMA, em entrevista de Arqbrasil.

Características atribuídas à cor

Este rosa milenar é livre de quaisquer associações, ou seja, nada a ver com “coisa de mulherzinha. ” Tem sido empregado em objetos e ambientes voltados tanto para homens quanto para mulheres. Está entre o bege e o coral, quase um tom de pêssego. É uma matriz neutro, mas ao mesmo tempo divertido, ousado e sofisticado. Só que, assim como invadiu rapidamente o mercado, pode sair de moda em um breve momento, apesar do seu status elegante.

“O rosa traz conforto psíquico. Ele carrega a sensação de infância, que nada é mais do que a ideia de estar seguro e protegido. ” – Clotilde Perez, semioticista, em entrevista para Casa e Jardim.

Das passarelas para o lifestyle

Esse rosa começou a aparecer, primeiramente no mundo dos cosméticos. Depois em roupas e acessórios. Migrou para os eletroeletrônicos e, agora, presente nos lares, através de móveis e peças decorativas. É sempre exibido nos interiores de forma maravilhosa, empregado em pinturas e revestimentos, como ponto central dos ambientes ou em pequenos toques, misturados a outras cores, que ajudam a destaca-lo melhor.

Como usar nos projetos de interiores

Misturar com cores neutras e pálidas é a melhor maneira de empregar este matriz de rosa aos interiores. O preto, cinza e o branco podem destacar ainda mais a sua beleza, ao mesmo tempo controlar sua intensidade diante do conjunto. O Millennial também combina bem com tons terrosos e amadeirados. Quando usado em pequenos detalhes, ele pode marcar presença, por exemplo, em vasos, almofadas, cortinas, etc. quando em paredes e forros inteiros, inevitavelmente acaba se tornando o protagonista do espaço.

“Pink é uma cor bastante suave e amigável, tende afuncionar bem com muitas outras cores e acrescenta um certo brilho. ” – Sanna Wåhlin, designer do escritório sueco Note Design Studio, em entrevista de Dezeen.

MALAS ANTIGAS | HENRY CAPELANES

Algumas peças acabam se tornando uma relíquia ao longo dos anos, porem algumas peças antigas acabam indo pro “espaço” pois já não funcionam mais e para muitos não servem mais para nada! Engano, algumas podem ser utilizadas de uma forma super criativa, é o caso das malas antigas. Todo mundo já deve ter visto uma vez na vida aquelas malas que se utilizavam antigamente ne?! Pois bem, separei algumas ideias de como utilizá-las na decoração da casa de uma maneira super atual e que fica ótimo. Pode ser utilizada “crua”, com madeira, parafusos, tecidos, almofadas, e muita criatividade.

Mesa: Usando um cavalete ou pés de madeira ou metal, podemos transformar uma mala velha em uma bela mesinha de apoio. Pode ser usada a mala tanto aberta quanto fechada, com um forro e/ou uma pintura nova da um efeito super bacana para usos diversos, conforme o gosto e a necessidade.

Poltrona: Sim, poltronas feitas com mala para dar um ar super retrô. Ficam muito charmosas e podem ser feitas com malas de tamanhos iguais ou diferentes. Pode ser feito com estofados ou até mesmo almofadas produzindo um ambiente confortável e elegante. Os pés podem ser tanto de madeira quando cromados e a altura conforme a necessidade.

Caminha para PET’s: Que os “serhumaninhos” tomaram conta dos nossos lares não é novidade para ninguém neh?! (Já até fizemos um post falando sobre isso). Agora já pensou reutilizar uma mala antiga para criar uma caminha super fofa e estilosa para eles? Demais neh?! E é super simples, pode ser colocado com um pezinho ou mesmo direto no chão, com almofadas apenas colocadas dentro da mala (estilizada por fora), ou até mesmo costurar o forro por dentro. O que pode mesmo é usar e abusar da imaginação, afinal de contas, esses “humanos” merecem muito um cantinho estiloso para eles.

Aparador: Seguindo a mesma linha das mesas, é possível fazer um apoio com cavaletes ou parafusar pés de madeira ou metalizados. Com alguns elementos a mais (como espelhos, luminárias, etc), a peça se torna versátil para a entrada de casa, mesa de centro, mesa de lateral de sofá, criado mudo, apoio para sala de jantar, etc.

Essas são apenas umas dicas de como podemos utilizar essas malas antigas para compor uma decoração bem bacana e descolada. Quem não tiver malas antigas guardadas em casa e gostou da ideia e quer aderir, em várias lojas de objetos antigos consegue achar essas malas e muitas vezes é uma pechincha pois sempre é algo que acaba sobrando (mal as pessoas sabem que dá pra fazer muitas coisas legais com elas).

Então é isso. Quem tiver algumas outras ideias ou fizer em casa vamos adorar receber. Até a próxima!

SUITS | DICACMB

Vocês pediram no Instagram (@cademeublush) dica de seriados e confesso, estou bem ausente nesse assunto que AMO! Minhas últimas duas preferidas foram: Suits e Touch. Vou falar de Suits, que já estou quase alcançando o “tempo real” dela. Não é um seriado muito novo (2011), eu sei, mas só agora que parei para assistir prestando atenção e adorei. Quer dizer, AMEI as duas primeiras temporadas, a terceira eu assisti por obrigação (haha) e agora estou terminando a quarta temporada.

Na história, Mike LINDO Ross é um ex-estudante de Direito que não terminou a faculdade, já que foi pego vendendo uma prova de matemática para a filha do reitor. Ele é um verdadeiro “gênio”, capaz de memorizar imediatamente qualquer coisa (textos, rostos, detalhes) que passa pelas suas vistas. Acaba ganhando a vida fazendo provas para outras pessoas, deixando o sonho de ser advogado de lado. Entretanto, sua sorte muda quando ele é contratado por Harvey Specter, um dos adovgados mais reconhecidos e famosos de Nova York. Após uma entrevista acidental com Mike, Harvey fica impressionado com a inteligência e conhecimento de leis do jovem, além do desejo genuíno de se tornar um advogado, portanto o coloca como seu associado na empresa, e os dois mentem dizendo que ele é formado em Harvard. É claro que esse grande segredo atrapalha o trabalho da incrível dupla em vários momentos da série! O desenvolvimento dos casos exige cada vez mais perspicácia por parte deles, para que possam continuar juntos. Claro, outros personagens completam o seriado e participam da confusão toda e LÓGICO, tem romance. Vale a pena assistir!

Aceito sugestões de seriados também! <3

123456... 69
12345... 69
123... 69