De mim e dos outros | Nati Vicentini

E eu nunca me esqueço daquela noite que você saiu correndo e me deixou contando as gotinhas de chuva no vidro da janela enquanto tentava lembrar em que momento da minha vida eu decidi que contar com você seria uma boa opção.

Eu ainda não sei o que tava mais embaçado.. Se o vidro gelado, minha cabeça ou meu coração.. Mas na mesma fumaça que unia isso tudo eu conseguia ver um desenho no vidro, na chuva, no escorrer das horas…

uma mensagem mais ou menos assim: “eu nunca prometi não falhar com você…” .

… Talvez a gente só lembre daquilo que conforta o coração.

Natália Vicentini
Natália Vicentini
De mim e dos outros

Blumenauense, formada em Jornalismo e finalizando curso de Direito; usa as palavras quando transborda e não se cabe mais por dentro. Se não escrever, surta. Tenta ser uma pessoa cada vez melhor - nem sempre consegue -, mas, ainda assim, possui "aquela estranha mania de ter FÉ na VIDA". Compartilha suas ideias malucas e seus amores inacabados na página "De mim e dos Outros".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *