Praia do Matadeiro | CMB? pelas praias de Floripa

Para chegar à praia do Matadeiro você pode atravessa o rio com água na canela, algumas partes no joelho (quando maré baixa), ou pela ponte ao lado da Igreja da Armação. Nós resolvemos ir pelo rio, isso inclui uma caminhada (bem curta) pela vegetação, mas não é uma trilha enorme ta? Tanto que esquecemos umas coisas no carro e voltamos para pegar. Ah! Falando no carro, estacionamos em frente à praia da Armação, uma estrutura bem boa, com ducha e banheiro… Voltando a praia, o mar é lindo demais, água gelada e super limpa. Quem gosta de esportes, dizem que lá é excelente para surf e para quem gosta de mergulhar ou pescar, não fizemos nada disso. Haha. A praia não possui muita estrutura de bares e restaurantes, mas o que escolhemos comer e beber estava ótimo, adoramos! Matadeiro está entre minhas praias favoritas, com certeza! A praia que de água fria, possui esse nome pois, décadas atrás, nela era realizada a caça de baleias.

Acompanhe! Snapchat @CadeMeuBlush

Cá estamos nós.

Eu primeiro fiz a unha que era pra poder fazer carinho nas suas costas e você sentir algum arrepio. Pintei de preto (porque você adora contrariar então sim: você gosta de unha preta!) e levei na bolsa aquele batom com cheirinho de morango.

…daí logo depois eu roí tudo em uma daquelas minhas crises de ansiedade porque você inventou de passar 5 longos dias sem dar sinal de vida. CINCO!! Dá pra entender? Como que “cê” faz uma coisa dessas, hein?! Logo comigo, que surta com qualquer dois risquinhos azuis que não são respondidos em menos de 2 minutos, que escreve textos de 12 laudas se você passa de carro e não buzina.

Você me faz comprar Nescau e leite condensado depois de meses! Me faz tomar uns 8 chopps e ficar estacionada em ruas por aí, ouvindo músicas e esperando o celular tocar. Nem era pra ter assim tanta sintonia.

Mesmo depois de 2 anos, eu ainda gosto tanto de te ver sorrir.

Eu sei que não havia nenhum motivo especial para abrir aquela cerveja artesanal logo depois de acordar de ressaca. Acontece que ali pelas 3 da tarde, pareceu o momento perfeito.

Vai ver é porque me peguei tão distante de você por tanto tempo… e, no dia seguinte, já estávamos subindo ‘dunas vegetadas’ (você e seu vocabulário espetacular…) com os pés descalços na areia e rindo de flores roxas e falando de cogumelos e seus ‘belzebus…’. É bem enquanto o mundo dorme e o relógio aponta a hora de ir pra casa, que nos surpreendemos sendo um casal aos olhos dos outros, sem nem perceber. Essa sintonia tão bonita, que parece comum, mas não é.

Já não separo as ‘minhas’ coisas das ‘suas’ e tanto faz a areia, a cama de beliche ou o quarto com o sol entrando pela janela. Tem só um cheiro bom, uma camiseta sua, uma entrega verdadeira e uma mão entrelaçada no meio da cama, porque sim: aprendemos a ser fofos aos pouquinhos.

Eu acabo rindo dos seus gostos todo esquisito pra comida e suas tentativas fracassadas de me convencer de que um ‘quiabo’ pode ser muito mais saboroso do que um peixe frito, ou sua tática infalível de que espremer um limão em uma água com gás pode curar até mesmo a ressaca mais histórica. Te encontrar por aí por acaso já nem é mais tão acaso assim.

De uma forma ou de outra, eu acabo sempre cruzando com você. E vice-versa. Entre uns e outros, cá estamos nós.

Por tempo determinado, me decifrar nunca foi tão fácil.

Natália Vicentini
Natália Vicentini
De mim e dos outros

Blumenauense, formada em Jornalismo e finalizando curso de Direito; usa as palavras quando transborda e não se cabe mais por dentro. Se não escrever, surta. Tenta ser uma pessoa cada vez melhor - nem sempre consegue -, mas, ainda assim, possui "aquela estranha mania de ter FÉ na VIDA". Compartilha suas ideias malucas e seus amores inacabados na página "De mim e dos Outros".

Arquitetura combina com moda | Henry Capelanes

Todo mundo gosta de uma novidade não é? Então, agora que finalmente 2017 começou, trouxe uma novidade super arquitetônica, haha. A partir de hoje, todos os sábados vai rolar post falando sobre arquitetura e decoração. Convidei o Arquiteto Henry Capelanes para a tarefa de assumir essa coluna e trazer para vocês várias dicas de arquitetura, decoração, os famosos “faça você mesmo”, entre outros… E claro, mostraremos aqui um projeto muito especial feito pelo Henry: O MEU APÊ! Mas, por enquanto é só pra deixar vocês com água na boca, pois falaremos disso apenas mais pra frente… Espero que curtam essa novidade!

O que arquitetura tem a ver com moda? TUDO!!

Lá na década de 50, Coco Chanel inspirou sua coleção e seus famosos tailleurs nas linhas sóbrias e retas da Bauhaus (que foi uma escola de design, artes plásticas e arquitetura de vanguarda na Alemanha) e no arquiteto Le Courbusier (que foi um arquiteto, urbanista, escultor e pintor de origem suíça naturalizado francês e se tornou um dos arquitetos mais conhecidos no mundo). É dela a frase: “Moda é arquitetura, é só uma questão de proporção.”

Com isso, podemos perceber, que estes dois universos que nos cercam e nos fascinam tem muito mais em comum do que podemos imaginar. Ambos refletem a revolução de costumes de uma sociedade. Conceitos como tecnologia, funcionalidade, forma, texturas e materiais nos fazem permear por estes dois universos, deixando-os mais próximos. O que de fato muda é a escala e o tempo, pois, no caso da arquitetura, as obras são mais perenes.

E para fechar esse primeiro post trago um exemplo mais recente e mais próximo de nós: a Coleção Cruise 2017, da Louis Vuitton. A coleção foi inspirada nas obras do Arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer (todo mundo conhece ambos né?! Hahahaha…). E qual o local escolhido para sediar este desfile? Isso mesmo, uma das obras mais emblemáticas do arquiteto, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. As modelos pareciam sair de um disco voador e a ideia era exatamente essa. Este clima futurista que domina a moda da marca atualmente encontrou o cenário perfeito para apresentar a coleção.

Para mim, a questão principal era incorporar elementos que são parte da cultura brasileira, sem esquecer que sou apenas um visitante que carrega suas próprias referencias parisienses e francesas”, disse o diretor criativo da marca, Nicolas Ghesquière.

Demais né?! Agora que já mostrei brevemente que arquitetura e moda tem sim tudo a ver (brevemente pois tem muita coisa mostrando/falando sobre isso e poderia ficar semanas aqui escrevendo tudo), convido vocês a acompanharem esta coluna que trará muitas coisas legais e criativas do mundo da arquitetura e decoração. E prometo que vou maneirar no textão ok?! Hahaha.E fiquem a vontade para pedir dicas e assuntos para tratarmos aqui, atenderei todos os pedidos sempre que possível. Até o próximo sábado!

Óleo de coco

1 – No café/ pré treino

Tomo café com óleo de coco faz um tempo e sou apaixonada! Eu não adoço meu café preto, coloco uma colher de óleo de coco e pronto, viciante! A Nutris Ju e Lu (que agora cuidam da minha alimentação) colocaram o óleo de coco com café como meu pré treino natural e eu até quando não treino, tomo haha. O óleo de coco é um termogênico por aumentar a beta-oxidação e as enzimas de saciedade, que inibem a fome e dessa forma ajuda no emagrecimento. Dizem que bater no liquidificador fica melhor ainda.

2 – No corpo

Uma vez por semana eu passo óleo de coco no corpo todo e isso tem ajudado minha pele a não descascar do sol e ficar menos ressecada por conta do ar condicionado do trabalho. Lembrem-se, o óleo é bem oleoso (jura? haha) por isso, eu coloco uma toalha no cabelo e só depois passo no corpo, retiro o excesso com água, me seco e pronto!

3 – No cabelo

Usar óleo de coco no cabelo não é mais novidade né? a musa Yasmin Brunet enlouqueceu todo mundo quando anunciou que o principal cuidado com suas madeixas era o famoso óleo! Eu costumo lavar o cabelo dia sim, dia não, assim, passo o óleo no cabelo na noite anterior (durmo com cabelo lambuzado) e quando acordo lavo normal. Se você nunca fez isso, aconselho testar antes, tem cabelos que ficam nem oleosos, ai você precisa tirar bem o óleo, passando até 3x shampoo.

4 – Demaquilante

Sabe aquele rímel que não sai por nada ou aquele delineador que deixa você panda? É só colocar Óleo de coco no algodão e passar, tira tudo e ainda não arde nada!

5- Depilação

Quem acompanha o CMB? nas redes sociais (tudo CADEMEUBLUSH) sabe que faço depilação a laser na Espaçolaser do Itajaí Shopping e por isso, só posso usar gilete e com óleo de coco a pele não resseca, depilo e já hidrato. 

Eu guardo o pote na geladeira, com esse calor tiro minutos antes e ele já fica mole. No inverno coloco no microondas e pronto! Você usa óleo de coco para mais alguma coisa? Deixa nos comentários, vou adorar saber!

1234567891011... 469
2345678910... 469
45678... 469